SQL Server Roles

Roles podem ser comparadas a grupos de permissão do Windows, onde se dá determinada permissão para um grupo e vincula usuários a esse grupo.

Existem as “Fixed Roles”, que são Roles que já são configuradas desde a instalação do SQL Server, e configuradas para novos Bancos de Dados por padrão. E podem ser criadas Roles personalizadas para atender determinado objetivo, tanto Server Roles, quanto Database Roles.

As Roles são divididas em “Server Roles” e “Database Roles”. A primeira se refere a Roles a nível da instância do SQL Server, com foco mais administrativo da instância do SQL Server. A segunda se refere a Roles a nível do Banco de Dados, com objetivo de permissões administrativas somente do Banco de Dados em questão, e de acesso a dados do mesmo.

Continuar lendo “SQL Server Roles”

Database Tuning Advisor (DTA)

Hoje vamos falar de uma Feature bastante importante quando se fala em Tuning.

O DTA (Database Tuning Advisor) é uma ferramenta muito útil e torna fácil e prática a análise de um script ou análise geral do Banco de Dados, com base em determinadas tabelas, ou em seu Plan Cache. A ferramenta pode poupar um bom tempo de análise em cima de um script ou de um Banco de Dados.

O DTA analisa a forma como determinada consulta é executada no Banco de Dados e retorna recomendações de melhoria do desempenho. São retornadas recomendações de criações de índices, Estatísticas, Views Indexadas e Particionamento.

Com essa ferramenta, você pode rodar uma análise em cima de um script, de uma chamada de Stored Procedure, Function, etc. Pode também analisar uma tabela e o Plan Cache do BD.

Continuar lendo “Database Tuning Advisor (DTA)”

SQL Profiler – Trace (monitoramento)

Olá prezados leitores!

Nesse post abordaremos um recurso muito útil e presente no dia a dia de um DBA.

O recurso chama-se “SQL Server Profiler“, que é uma Feature disponível na gama de ferramentas do SQL Server, com objetivo de monitorar sua instância e o que executa nela, assim como dados das sessões, como for da vontade de quem o utiliza.

É uma interface avançada para criar e gerenciar rastreamentos, analisar e reproduzir resultados de rastreamento. Os eventos são salvos em um arquivo ou tabela de rastreamento que, posteriormente, pode ser analisado ou usado para reproduzir uma série específica de etapas na tentativa de diagnosticar um problema.

Continuar lendo “SQL Profiler – Trace (monitoramento)”

Trace Flags

Vamos abordar nesse post um assunto bem voltado à administração de Banco de Dados, vamos falar de Trace Flags e citar algumas mais importantes.

Trace Flags são utilizadas para definir comportamentos da instância ou da sessão no SQL Server. Há dois tipos de Trace Flag: Globais e de Sessão. As Trace Flags de Sessão são utilizadas somente no contexto da determinada sessão. As Trace Flags Globais são utilizadas a nível de instância e ativas para todas as conexões do SQL Server.

Continuar lendo “Trace Flags”

Cadeia de Backups

Nesse post abordaremos os tipos de BACKUPs e estratégias para implantar backups. Como visto anteriormente nesse post, há diversas opções para personalizar seus backups/restores. Também veremos os tipos de RECOVERY MODEL, que são de extrema importância quando falamos de Backups.

Continuar lendo “Cadeia de Backups”